Volver a Cancionero



A Última Estrofe,Acorde Guitarra, Letra Tabladura, Cancionero Tuna,


.

A Última Estrofe

Autor:

Tuna España , Tunas Universitarias, Tunas y estudiantinas, cancionero tuna, certamen internacional Tuna Costa Calida, musica tuna, Tuna medicina murcia

Interpretan: TunaEspaña, Orlando Silva

TunaEspaña (Don Dudo) www.TunaEspaña.es

Ritmo:

.

Tono:F
  (Dm)           (Gm)    (Dm)             (E7)
A noite estava assim enluarada, quando a voz
         (Dm)               (E7)          (A7) (Dm)
Já bem cansada   /     eu ouvi de um trovador
    (Dm)           (Gm)                (Dm)
nos versos que vibravam de harmonia, ele em
 (Eb)       (Dm)           (E7)   (A7)    (Dm) (A7) (Dm)
lágrimas dizia  /    da saudade de um amor
    D7             Gm                
Falava de um beijo aapaixonado, de um amor
       Dm          Bb7           A7      D7
desesperado, que tão cedo teve fim
                    Gm                          Dm
E, dos seus gritos e lamentos, eu guardei no pensamento
    E7           A7      (Dm) (A7) (Dm) (A7)
uma estrofe que era assim:

ESTROFE:

  D      A7             D                               Bm
Lua, vinha perto a madrugada, quando, em ânsias, minha amada
                 Em   B7 Em                 A7
em meus braços desmaiou.    E o beijo do pecado
                                         D           A7
 em seu véu estrelejado/    a luzir glorificou
  D         A7           D                       B7
Lua, hoje eu vivo tão sozinho, ao relento, sem carinho
                   Em     Gm                           D
na esperança mais atroz,  /  de que cantando em noite linda
          B7       E7          A7           D     (A7)  (Dm)
esta ingrata, volte ainda, escutando a minha voz
 (Dm)        (Gm)        (Dm)     (Eb)              (Dm)
A estrofe derradeira merencórea revelava toda a história
    (E7)      (A7)     (Dm)       (Dm)      (Gm)         (Dm)
de um amor que não morreu.  E a lua que rondava a natureza,
  Eb                (Dm)                  (E7)      (A7)   (Dm)  (A7)  (Dm)
 solidária com a tristeza    /     entre as nuvens se escondeu.
     D7                 Gm                           Dm
Cantor! Que assim falas à lua, minha história é igual à tua
        Bb7         A7   D7                       Gm
meu amor também fugiu.      Disse a ele em ais convulsos
              Bb7              (E7)       (Dm)  (A7)  (Dm) (A7)
Ele então entre soluços toda a estrofe repetiu

Lua . . . .   (estrofe)

 

Comments are closed.

Volver a Cancionero