Volver a Cancionero



Fado Português (Acorde guitarra) (Letra Tabulado) Cancionero Tuna (Tablaturas)


 

Fado Português

Interpretan: Amalia Rodrigues

Tuna España (Don Dudo)     www.TunaEspana.com    www.TunaEspaña.es

Fado

 

Dm               Gm
O Fado nasceu um dia,
           G#º       A7  
quando o vento mal bulia
                    Dm
e o céu o mar prolongava,
                 C7
na amurada dum veleiro,
                  Bb7
no peito dum marinheiro
Gm           G#º        A7
que, estando triste, cantava,
                        D
que, estando triste, cantava.

                  F#m
Ai, que lindeza tamanha,
                         B7
meu chão, meu monte, meu vale,
                           Em
de folhas, flores, frutas de oiro,
      A7              D
vê se vês terras de Espanha,
B7             Em
areias de Portugal,
A7                 D
olhar ceguinho de choro.

Na boca dum marinheiro
do frágil barco veleiro,
morrendo a canção magoada,
diz o pungir dos desejos
do lábio a queimar de beijos
que beija o ar, e mais nada,
que beija o ar, e mais nada.

Mãe, adeus. Adeus, Maria.
Guarda bem no teu sentido
que aqui te faço uma jura:
que ou te levo à sacristia,
ou foi Deus que foi servido
dar-me no mar sepultura.

Ora eis que embora outro dia,
quando o vento nem bulia
e o céu o mar prolongava,
à proa de outro veleiro
velava outro marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

 

Comments are closed.

Volver a Cancionero